BEM-ESTAR E SAÚDE


Cuidados para que os carrapatos não ataquem seu cão no verão

Os carrapatos são, indiscutivelmente, inimigos mais que temidos. Transmitem doenças e podem até causar anemia ou paralisia no animal de estimação. Porém, existem alguns cuidados que podem ser observados para evitar que eles façam do cão o seu “lar”.
As espécies mais comuns de carrapatos medem entre 0,35cm e 1,5cm. Uma fêmea adulta pode colocar dois mil e quatro mil ovos, que sobrevivem até três anos no meio ambiente. Quando jovens, os parasitas têm seis patas; na idade adulta crescem mais duas.
Sob um cão, o carrapato percorre a pelagem até chegar a um dos seus lugares favoritos: a região das orelhas, entre os dedos do pé, próximo aos olhos, nuca e pescoço. Nada em especial, apenas porque a pele do animal é mais fina nessas regiões e o fluxo sanguíneo é maior.
Região das orelhas, entre os dedos do pé, próximo aos olhos, nuca e pescoço são os lugares preferidos dos parasitas

Riscos
Embora sejam conhecidos como vetores da doença, nem todos os carrapatos a transmitem. Na verdade, muitos nem sequer são portadores de doenças. No entanto, a ameaça está sempre presente onde os carrapatos estão e, por isso, os donos de animais devem ficar atentos a estes parasitas.
Quanto mais cedo um carrapato é encontrado e removido, menor o risco da doença. Alguns sintomas são febre e letargia, fraqueza, inchaço das articulações e/ou anemia. Os sinais podem levar dias, semanas ou meses para aparecer. Alguns carrapatos podem causar uma condição temporária chamada "paralisia do carrapato", que se manifesta por um início gradual de dificuldade para caminhar, que evolui para paralisia.
Prevenção
A presença de carrapatos no corpo de um cão não tem nada a ver com falta de higiene. Um simples passeio é suficiente para adquiri-los. Quando picam o cão, ele não sente, pois, antes de introduzir sua boca, o carrapato deposita uma pequena quantidade de saliva com propriedades anestésicas. Mas, ainda assim, a picada causará danos.

Uma fêmea adulta pode colocar dois mil e quatro mil ovos, que sobrevivem até três anos no meio ambiente
Uma das maneiras mais eficazes para manter os carrapatos longe de seu cão é aplicando diretamente um produto de prevenção. Existem hoje no mercado diversos tipos de produtos, que devem ser utilizados uma vez por mês ou a cada 15 dias, dependendo do local onde vive o animal e, também, a época do ano.
Não esqueça: o verão é a época de infestação desses parasitas externos.

Nenhum comentário:

Receba novidades por e-mail: